ASSISTÊNCIA SOCIAL

Uirapuru realiza a 12ª Conferência Municipal de Assistência Social.

Uirapuru realiza a 12ª Conferência Municipal de Assistência Social.

por Colibrigov Última modificação 2021-09-08T09:38:15-03:00
Em razão da pandemia da Covid-19 todas as regras de distanciamento social foram respeitadas.
Uirapuru realizou nesta última sexta-feira (27), a 12ª Conferência Municipal de Assistência Social, que teve como tema central “Assistência Social: Direito do povo e dever do Estado, com financiamento público para enfrentar as desigualdades e garantir proteção social”. O evento iniciou às 8h, no CACO. Em razão da pandemia da Covid-19 todas as regras de distanciamento social foram respeitadas além do uso obrigatório de máscara e álcool em gel. A Conferência foi realizada de forma presencial, com a presença dos delegados responsáveis pelas deliberações das propostas, população em geral e profissionais da assistência social.
O evento foi realizado pelo Conselho Municipal de Assistência Social, em parceria com a Prefeitura de Uirapuru, por meio da Secretaria Municipal de Promoção e Assistência Social. Tem como objetivo avaliar a situação da assistência social no município e propor diretrizes para o aperfeiçoamento do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).
Segundo a secretária de Promoção e Assistência Social, Maylane Akíria, o evento contou com a participação paritária dos representantes do governo estadual, governo municipal e da sociedade civil.
“As conferências municipais são espaços para debate coletivo assegurando momentos para discussão e avaliação das ações governamentais. Nesse evento foram deliberadas propostas que seguirão para os entes municipal, estadual e união, que são os responsáveis pelo financiamento da Assistência Social”, destacou Maylane.
Este ano foram tratados cinco eixos: o primeiro tratou sobre “A proteção social não-contributiva e o princípio da equidade como paradigma para a gestão dos direitos socioassistenciais no enfrentamento das desigualdades”; e o segundo, “Financiamento e orçamento como instrumento para uma gestão de compromissos e corresponsabilidades dos entes federativos para a garantia dos direitos socioassistenciais”. O eixo 3 abordou o “Controle social – o lugar da sociedade civil no SUAS e a importância da participação dos usuários”; e o Eixo 4, “Gestão e acesso às seguranças socioassistenciais e a articulação entre serviços, benefícios e transferência de renda como garantias de direitos socioassistenciais e proteção social” e o eixo 5, “Atuação do SUAS em Situações de Calamidade Pública e Emergências”
Todos os eixos temáticos foram discutidos e em breve o Conselho Municipal de Assistência Social publicará as definições e novos diretrizes para o ano que foram coletadas através das opiniões de pessoas que participaram do evento, como profissionais da assistência social, sociedade civil e delegados.
Voltar ao topo